domingo, 15 de abril de 2012

Mágico


Dizem que sou mágico, mas, na verdade, meu poder é apenas sobre o tempo. Sou um metereologista aposentado. Tudo mudou na minha vida quando fui atingido por um raio. Santo raio que me partisse, seria o mais lógico; pelo contrário, me expandiu. Cheguei para agregar tempo à vida dos moradores. Poderiam eles fazer mais coisas que gostam, se divertir, viver, a partir de um bom tempo. Mandei as chuvas findarem, assim como ordenei o fim das secas. Só não contava que acabasse também a alegria daquelas pessoas, que não sabiam o que fazer em seu tempo livre, por poderem escolher! Elas queriam as histórias das batalhas de cada dia, que preenchiam os momentos sucedidos nos ponteiros do relógio, e apenas um bom instante como recompensa de todo o resto. De que adianta a comemoração da colheita sem o esforço da plantação? E, com tempo ou sem ele, já não cabia aquela intervenção, desmotivada. Era tempo de seguir.


Raquel Abrantes

Nenhum comentário:

Postar um comentário