sábado, 25 de julho de 2009

Cores e dores

Cansava a sua beleza. Cansava a beleza de Linda aquele mantra masculino para sua paciência, Não pude evitar, você é muito bonita e sensual... Do que um homem é capaz para seduzir uma mulher. As verdades momentâneas ganham requinte de longevidade e as gentilezas superam os limites do tempo e do espaço. Mais tarde, aquele sorriso de satisfação anula as vozes da véspera, dispersas entre ontens e até mais.

Numa noite despretensiosa, a cerveja descia refrescando seu cansaço, e também iludia um divertimento entre os percursos dos dias úteis. A música dançava entre amigos que conversavam em pé, circundando uma mesa para apoio dos copos. Já era o terceiro naquela noite tentando lhe faturar e ela não suportava mais, com a imagem de casa adentrando no recinto.

Preciso ir ao banheiro. Ai, que fila é essa? A mulher na porta cedeu seu lugar na fila para mim, disse Linda a seus amigos quando voltou para o grupo. Com doses realistas de gentileza, sem importunar o limite de espaço entre um ser e outro, a estranha deixou que passasse sua frente. Ela está no fundo do salão. Com o bar praticamente no meio entre os dois extremos, preciso de mais uma cerveja.

Clarice viu aquela bela mulher a procurando com os olhos e decidiu iniciar uma aproximação. A educação fazia parte de seus costumes diários, o suficiente para Linda se encantar. Atravessou o salão e ofereceu uma bebida para a mulher que endeusava sua noite. A atitude traduzia a fascinação de Clarice por algo tão delicado, delineado e instigante como Linda.

Era o seu grande dia. Nem que seja pela eternidade de um buquê de flores, a felicidade olha para nós. É uma questão de lidar com os atravessamentos da vida da maneira mais proveitosa possível. Sem poréns e previsíveis infortúnios de dolorosa rejeição, Clarice escolheu desfrutar das inexplicáveis artimanhas do acaso.

Acariciou a sutileza de palavras ao vento, desvendando lentamente a paisagem interior de uma janela, esculpida em raros materiais. A natureza alardeia os odores e as cores de substâncias complementares. Instintivamente, duas pessoas se apaixonam por tudo o que descobrem umas nas outras, incluindo defeitos e imperfeições ainda desconhecidos, que resultam irrisórios perante as qualidades impactantes do primeiro contato.


Raquel Abrantes

3 comentários:

  1. Vai ser um sucesso!Já espero na fila de autógrafos!Parabéns, amiga!É o início de uma gde jornada!bj gde.

    ResponderExcluir