sábado, 21 de abril de 2012

Essas pessoas


Essas pessoas pensam passando
pensam amando
pensam contestando
pensam distraidamente
Às vezes esquecem de pensar
e falam
loucuras suadas noturnas
dias estranhos compassados
alegrias tortuosas escassas
Essas pessoas falam chegando
falam repetem comunicam
chegadas ou não, tanto faz,
Essas pessoas
que de outros pensamentos passeiam
podem agregar conhecimento
podem transformar uma opinião
podem ser, a partir de si próprias, outras
e ali estar, de modo diverso de antes
como agora, ontem e um tempo atrás
até chegar, a cada momento, ao jeito da vez
ou, talvez, desmotivar, a seu tempo
a troca de pensamentos
a anular a bela fotografia...
assim, cada um, quem diria
busca seu lugar, sua via
inexorável, o lar.


Raquel Abrantes

4 comentários:

  1. Muito bom. Encorpado, forte, firme, mordaz. Amor e ódio, a fronteira tênue. Parabéns!

    Marcos Eduardo Neves

    ResponderExcluir
  2. "Essas pessoas pensam passando
    pensam amando
    pensam contestando
    pensam distraidamente
    Às vezes esquecem de pensar"
    Isto é lindo!!!
    belo poema. Todo. Inexorável.
    Bjs

    ResponderExcluir