quinta-feira, 19 de abril de 2012

Escritor

Por Rafael Linden* e Raquel Abrantes

Um lado na sombra, outro na luz intensa. O menino descobre que as palavras que lê ou escreve o trazem de um lado para o outro. Se espanta. Se encanta.

Pode voar sobre as palavras. Nadar no mar de letras que despenca da cachoeira de histórias infinitas. Sempre seguindo sua imaginação, essa magia lúdica de criança.

E, afinal, entende que tudo o que deseja é perpetuar a sensação da descoberta e o prazer de se entregar às carícias da literatura. Deixa-se envolver pelas águas, às vezes calmas, outras vezes revoltas, das palavras. Assim nasce um escritor...

*Outros textos do escritor em
 http://www.umcientistanotelhado.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário