sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Da janela de um ônibus...

... posso ficar triste pela despedida ou feliz pelo sentimento carregado,
... penso que estarei em casa mais cedo ou mais tarde, depende do trânsito,
... sinto a velocidade desmedida que me leva a rumos cotidianos,
... observo a vida na calçada, sem conhecer o lugar por onde passo.


Raquel Abrantes




4 comentários:

  1. O cotidiano constantemente nos força à busca de resultados e nos leva a não "perder tempo" com aquilo que não consideramos como objetivo em nossas vidas.

    Às vezes é bom saltar no meio do caminho e conhecer a pé o que não é o ponto final.

    ResponderExcluir