sábado, 18 de fevereiro de 2012

Andança


Eu ando pelo mundo sem prestar atenção
disfarço o olhar e esqueço a descrição
Vagueio absorta dos detalhes
me interessam apenas os pares
que há muito perderam sua função
num mundo de nomes
que ganham as ruas, os prédios, os altares
todos sós, sem confraternização.

A pressa não se deixa esquecer
superando qualquer visão
o poder...
De soslaio vejo o mundo que faz
andar para trás
à mercê da evolução.


Raquel Abrantes


2 comentários: