sábado, 3 de novembro de 2012

Despertar


Toca o despertador
alertando para o compromisso
de alguém que
faz o que faz
por fazer
e os ponteiros
seguem pelo dia
como sua falta de vontade
de encarar a realidade

pega o ônibus
sem ver o rosto
do motorista
apenas aquele olá
automático
ao trocador
que não sabe quem é

esqueceu de dar
um beijo em sua mulher
lembra somente no trabalho
quando espera
pela hora do almoço
que acaba rápido
e volta para o esforço
até chegar ao fim
do expediente
que o deixa contente
sem saber o porquê
porque não sabe
o que mais pode fazer.


Raquel Abrantes


Nenhum comentário:

Postar um comentário