sábado, 4 de setembro de 2010

.

Rugas e tremores da idade
Na beleza do tempo que resistiu à vida
e na insistência de encontrar sentido
nas páginas do jornal
no calor da calçada
no conforto de um chapéu antigo.

Do outro lado da rua
o cigarro queima contemplativo,
e aquela simples imagem
torna o dia simplesmente
sublime
assim como as páginas do jornal
o calor da calçada e o
conforto de algo antigo.


Raquel Abrantes

Um comentário:

  1. ... não queria ser mais nova nem queria ser mais velha, queria mesmo contemplar o tempo; mágico tempo; que são notas da nossa canção... Vc tem uma canção? Canta pra mim? rsrsrsrs... amo vc linda!

    ResponderExcluir