domingo, 25 de janeiro de 2009

Ex-felicidade

Tudo bem. É difícil pra mim. Mas vou explicar. Tenho certeza que me fará bem. Vou botar tudo pra fora. E mexer lá dentro. Sem pudor. (Aliás, uma amiga comprou um cachorro e chamou de pudor. É um pinscher... mas ninguém disse a ela o tamanho do pudor que deveria ter... risos).

Rir é uma celebração à vida. Irriga o coração e faz o ser humano acreditar na felicidade. Nem que seja por alguns instantes. Instantes distribuídos pelas horas, dias, semanas, meses e (será?) até mesmo anos.

Ahhhh... agora, falar em felicidade, assim, felicidade em seu mais profundo significado. Quando a grandiosidade do sentimento eleva-te aos céus (suspiro). Acima. O ser humano fica satisfeito. Bobo. Feliz. Com aquele sorriso que denuncia a predileção por alguém.

Esse tipo de felicidade... (lembranças da sensação).

(...)

Existem pessoas (que não existem totalmente) pessoas que nem ao menos sentirão falta disto, por não terem idéia do que se trata. Outros acharão que já tiveram, mas não sabem. Ex-felizes falarão emocionados, com a lembrança eterna da melhor época de suas vidas. Poucos sortudos, sempre rindo, juntos, até a morte.

O mesmo sentimento que engrandece a alma quando encontrado deixa o ser humano no inferno se perdido. Trevas de meia-vida. Meia-felicidade.
.

5 comentários:

  1. A felicidade não é pra esta vida. Lembrando Ghandi, a felicidade é um estágio que deve ser alcançado por todos que neste mundo vivem, pois enquanto houver uma única pessoa infeliz, todos os outros não poderão ser felizes.
    É um estágio que a nossa moral não nos permite entrar. Ainda. E talvez por muitas gerações.

    ResponderExcluir
  2. Tentar não ser um ex-feliz já é um caminho (será?). O outro pode ser não perder o avião. E é muito importante saber ao lado de quem se senta.

    ResponderExcluir
  3. Se estiver do lado da pessoa que consagrará sua existência nesse avião, não importa muito se ele vai cair ou pousar no paraíso.

    ResponderExcluir
  4. felicidade é um negócio tão imprevisível e vertiginoso que dá medo. Por isso que tem gente que se contenta com pouco. É por isso que em procura muito, geralmente, dói - mas quando acha também!

    ^^

    beijo!

    ResponderExcluir